AQUISIÇÃO DE EQUIPAMENTOS

O ano de 2018 foi muito importante para o hospital, através de recursos próprios e de emendas parlamentares foram adquiridos muitos equipamentos para a Santa Casa.

Dentre eles, balança tipo plataforma, balão intraórtico, banho maria, bisturi, bomba de infusão de seringa, cardioversor, carro de emergência, carro maca avançado, carro térmico, desfibrilador, eletrocardiógrafo, forno industrial, freezer, maca, maca elétrica, máquina unitarizadora de medicamentos, monitor multiparâmetros, monitor para ressonância magnética, oxímetro de pulso, serra perfuradora (Drill), ventilador pulmonar pressométrico e volumétrico.

A Santa Casa é um dos únicos hospitais da região que possuem o monitor para ressonância magnética Expression MR400, o equipamento eleva a capacidade de monitorização no ambiente de ressonância ao nível “beira do leito”, e facilmente conecta-se ao sistema de TI do Hospital. Além disso, o monitor permite levar mais parâmetros de qualidade para a sala de ressonância como SINC (SpO2, IBP, NIBP e CO2), alarmes que redefinem a inteligência preventiva, tela widescreen de LED 15″ com a mesma facilidade de uma interface de leito, e uma combinação exclusiva de aprimoramento de ECG do paciente à forma de onda.

Equipe de neurocirurgia da Santa Casa participa de aperfeiçoamento na Alemanha

Parte da equipe de Neurocirurgia da Santa Casa de Ribeirão Preto participou do Sam’s Comprehensive Neurosurgical Week – curso da ABNc (Academia Brasileira de Neurocirurgia), realizado em Hannover, na Alemanha, entre os dias 02 e 08 de dezembro.
O curso integrado entre Brasil e Alemanha promoveu a discussão de temas pertinentes à área, de técnicas de microcirurgias e seminários com a equipe do Profº Ph.D. Madjid Samii, médico neurocirurgião, um dos mais conceituados do mundo, Presidente da Sociedade Internacional de Neurocirurgia.

Participaram do curso os médicos Dr Luiz Antonio Araujo Dias Junior e Dr Nicollas Nunes Rabelo, ambos integrantes da equipe de neurocirurgia da Santa Casa de Ribeirão Preto.

A XXV SIPAT 2018 foi um sucesso, a participação dos colaboradores foi fundamental.

A semana interna abordou diversos temas importantes quanto a prevenção de acidentes de trabalho, de percurso e saúde do trabalhador. O grupo Expresso Riso também marcou presença e levou alegria e descontração para os presentes.

Um concurso de desenho sobre “Segurança no Trabalho” teve a participação de vários colaboradores e contribuiu para a conscientização da importância do uso de EPIs no ambiente hospitalar.
Os estagiários do curso de enfermagem do Centro Universitário Barão de Mauá fizeram teste de glicemia e aferição de pressão durante a semana. A escola de inglês CNA e o banco SICOOB Credimogiana ta
mbém prestigiaram o evento.

 

Cirurgia com técnica inédita é realizada na Santa Casa

No dia 24 de novembro, a equipe de ginecologia e obstetrícia, liderada pela médica Dra. Maria Cecília Feitosa realizou três cirurgias para correção de Prolapso de Cúpula Vaginal e de Incontinência Urinária de Cistocele e Enterocele, utilizando telas fixadas para correção. Os procedimentos foram transmitidos ao vivo por vídeo conferência.

As cirurgias foram coordenadas pelo médico urologista Dr. Jorge Duarte Ribeiro, especialista no assunto. O procedimento requer habilidades cirúrgicas e conhecimento mais profundo da anatomia pélvica, quando comparada às técnicas convencionais sem o uso das telas.

Segundo Feitosa, a correção por tela impede um novo prolapso, sendo uma novidade para o campo médico. Ela explica que as três pacientes foram selecionadas pelo serviço de ginecologia do hospital. “Todos os procedimentos foram muito bem executados, com a nova técnica melhorará de sobremaneira a qualidade de vida das pacientes”, destaca Feitosa.

A equipe cirúrgica foi composta pelos médicos Dr. Jorge Duarte, Dra. Maria Cecília Feitosa, Dr. Fábio Ponton, mastologista, Dr. Milton Queiroz P Filho, ginecologista e obstetra e pelas médicas residentes em ginecologia, Dra. Larissa T. Freitas e Dra. Marília Veccechi B. Zaccaro.

A equipe do médico Dr. Gilberto Saber, médicos residentes do serviço de urologia e ginecologia, médicos de várias regiões do país, inclusive Marabá (PA) acompanharam os procedimentos através de uma transmissão simultânea. O médico ginecologista e diretor clínico da Unaerp, Dr. Fernando Marcos Gomes, também esteve presente.

A transmissão permitiu a interação da equipe médica do Centro Cirúrgico com a plateia. A médica afirma que os procedimentos foram muito importantes e permitiu uma grande troca de informações e experiência. A abordagem das cirurgias reconstrutivas têm sido influenciada nas últimas décadas pelos crescentes conhecimentos da anatomia e funcionamento do aparato de sustentação e suspensão dos órgãos pélvicos.